Bruxas e Vampiros - Halloween - 31 de Outubro

Bruxas e Vampiros,Halloween 31 de Outubro, Texto, Atividades, Imprimir, Bruxas e Vampiros para Crianças

Bruxas e Vampiros

Pense bem... Se quisermos uma história emocionante, cheia de surpresas e mistérios, as bruxas, vampiros e outros personagens pitorescos tem que estar presentes, não é mesmo?

Eles podem ser bons ou maus, feios e até assustadores, mas acabam deixando nossa imaginação cheia de curiosidade e mistério.

Quem tiver coragem, pode nos seguir nessa aventura, pois a partir de agora nosso site vai entrar no mundo misterioso das bruxas, vampiros, dragões, lobisomens e gnomos...

Começando pelas bruxas, podemos dizer que elas existem a tanto tempo que poucos arriscam a contar com certeza qual foi sua origem. Podem ser boas ou más, divertidas ou rabujentas, mas todas elas têm alguns costumes em comum: dormem durante o dia e saem à noite, além de estarem na frente do espelho com muita frequência porque, principalmente as malvadas tem que ter certeza que estão muito, mas muito feias mesmo! Quanto mais rugas e verrugas melhor! Plástica no nariz?!?! Nem pensar, pois ele tem que ser grande e pontiagudo para causar a pior impressão possível, caso contrário não tem a menor graça!

Uma bruxa que se preze tem que ter um enorme chapéu, vestido esquisitos e sapatos pretos que devem combinar com sua vassoura. Por falar em vassoura, todos sabem que ela é o único meio de transporte de uma bruxa. Algumas têm várias de reserva para não ter a possibilidade de "ficar na mão" na hora do passeio. Outro componente que não pode faltar para uma bruxa é o caldeirão, onde ela faz poções mágicas e comidas ma-ra-vi-lho-sas, do tipo: farofa de pó de unha, olhos de sapo assados, baratas em calda entre outros quitutes.

Será que existiram bruxas de verdade?

Antigamente, era chamada de “bruxa” qualquer mulher que conhecessem bem as plantas medicinais e faziam uso delas para ajudar as pessoas curando doenças. Mas no período da história chamado de Idade Média, com o domínio da Igreja, esses "poderes" de uso de plantas medicinais começaram a "concorrer" com os interesses de seus dirigentes que era de dominar o pensamento das pessoas baseados unicamente nas suas crenças, então as bruxas passaram a ser perseguidas e foi disseminada a ideia de que eram seres do "demônio", daí sugiram muitas lendas a respeito dessas personagens.

Existem bruxas muito famosas, que ganharam destaque pelas histórias que participaram: a bruxa malvada que deu a maçã à Branca de Neve, Nessarose, a bruxa também malvada do filme "O Mágico de Oz", Sam, a feiticeira boa, mas um pouco atrapalhada do seriado da TV, a bruxa Onilda, que faz muita confusão nas histórias infantis.

Já os vampiros são criaturas muito comuns em histórias de terror e na mitologia. Qualquer um reconheceria um vampiro de longe, pois com suas enormes olheiras, suas roupas e capa pretas, não há jeito de disfarçar.

Os hábitos dos vampiros são bem característicos: só saem durante a noite, pois são "alérgicos" à luz do sol, podem se transformar em morcegos com muita facilidade, podem também desaparecer em uma névoa e tem grande poder de sedução para atrair suas vítimas.

Com relação ao seu alimento predileto, ninguém tem dúvida, é realmente o sangue e de preferência humano.

Conta a lenda que podem ficar desmaiados temporariamente quando se crava uma estaca em seu coração. Também há alguns objetos que levam os vampiros para bem longe, como por exemplo, os objetos com valor sagrado tais como uma cruz, hóstia consagrada, metais consagrados, água benta e até mesmo uma réstia de alho. Em caso de perigo, não custa nada tentar, não é mesmo?!?!

O primeiro da lista de vampiros mais famosos das histórias de terror, sem dúvida é o Conde Drácula. Há também a vampira Angel, do seriado da TV norte-americana e entre os brasileiros, temos o vampiro Vladimir Polansky, chamado popularmente de Vlad, personagem que marcou época em uma novela na TV.

Outro personagem que ronda o imaginário humano é o lobisomem, cuja lenda teve origem em crenças europeias que contavam de um homem que poderia se transformar em lobo ou algo semelhante em noites de lua cheia, voltando ao normal somente ao amanhecer. No Brasil a lenda do lobisomem já ganhou diversas versões em histórias infantis e diversas novelas na TV.

Por demonstrar força e poder, os dragões também são personagens indispensáveis nas histórias que envolvem heróis e a luta entre o bem e o mal. Neste sentido e por toda sua existência que é milenar, os dragões já estiveram atuando dos dois lados: tanto do bem, como do mal.

Se observarmos a própria origem do nome, já percebemos quais são suas características básicas – drakôn – de origem grega, quer dizer “animal fabuloso, geralmente representado como serpente ou sáurio com corpo coberto de escamas, frequentemente dotado de garras, asas e uma grande boca que expele fogo”, mesmo se alguém nunca viu um dragão, com essa descrição fica fácil perceber como ele é não é mesmo?

Uma das versões a respeito da origem do mito conta que pode ter surgido a partir da observação pelos povos antigos de fósseis de dinossauros e outras grandes criaturas, como baleias, crocodilos ou rinocerontes, tomados por eles como ossos de dragões.

E agora vamos finalizar com os gnomos... A palavra gnomo tem origem no latim e segundo o dicionário Houaiss quer dizer “anão sem idade definida, geralmente de traços fisionômicos feios, que vive no interior da Terra e tem a guarda de seus tesouros em pedras e metais preciosos” e realmente são apresentado assim, de acordo com a lenda Escandinávia. Habitam as partes mais profundas da Terra e tem grande intimidade com o manuseio de minerais e metais preciosos, encontrados com facilidade no interior da terra.

As características básicas de um gnomo são sua baixa estatura e suas vestimentas típicas: os gnomos homens vestem-se com uma bata geralmente de cor azul, calças verdes ou marrons e sapatos que variam podendo ser botas de feltro ou tamancos de madeira, além de seu chapéu, componente mais característico desses seres. Constituí-se por um gorro vermelho, pontiagudo, feito de feltro e sólido desde a base até a ponta. As mulheres gnomas vestem-se com roupas escuras, preferencialmente cor de cáqui assemelhando-se dessa forma ao ambiente, podendo se camuflar com facilidade.

Há diversas espécies de Gnomos, entre eles estão os gnomo da floresta, o do deserto, o do jardim, o doméstico, o da fazenda e o gnomo siberiano.

Curiosidades – Origem do “Dia das Bruxas”

Existem diversas versões para a origem da festa. Uma delas diz que, antigamente, as pessoas acreditavam que fantasmas apareciam na noite anterior ao Dia de Todos os Santos ("Hallow’s Day", em inglês), para bagunçar a comemoração.

Outra envolve a chegada dos irlandeses, os ingleses e os escoceses na América do Norte, por volta de 1800. Eles teriam levado a tradição do Halloween, que conquistou principalmente as crianças americanas e, depois, as do mundo inteiro. A festa era chamada de Samhain, que significa "fim do outono".

Nasceu com uma lenda dos druidas, sacerdotes dos celtas, povo que habitava a Inglaterra por volta do ano 200 a.C. Na noite de 31 de outubro, segundo eles, todas as bruxas, demônios e espíritos dos mortos se reúnem para uma grande festa. O medo que a comemoração causava foi sendo esquecido e ela se transformou numa grande folia para a garotada.

Nos Estados Unidos, o Dia das Bruxas é chamado de "Halloween", adaptação da frase celta "all hallow eze", que quer dizer "noite de todos os santos".

Vestindo fantasias, as crianças batem de porta em porta perguntando: "Tricks or Treats?" ("Travessuras ou Gostosuras?").

(fonte: Guia dos Curiosos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião, deixe algum comentário *-*